Carregando Post...

Professora emagrece quase 50 kg

Professora emagrece quase 50 kg após mudar rotina e pedalar até 80 km por dia em Rio Branco.

A professora Railene Santiago, de 45 anos, decidiu colocar em prática um projeto de vida para chegar aos 50 anos “sarada, enxuta e durinha”. Após se submeter a uma cirurgia bariátrica, há dois anos e meio, ela resolveu deixar a vida sedentária de lado e focar na qualidade de vida.

A acreana relata que chegou a pesar 108 quilos e mesmo depois da cirurgia ela continuava sem praticar exercícios, mas decidiu mudar a rotina após começar a pedalar durantes as férias, em janeiro desse ano. O hábito virou paixão e Railene agora vai trabalhar de bicicleta todos os dias e pedala até 80 km diários.

Agora com 62 quilos, Railene afirma que está mais disposta e que os hábitos mudaram completamente. Além de pedalar, ela também decidiu continuar com a alimentação. A nova rotina e os 48 quilos eliminados também causaram impacto positivo na autoestima da professora.

“Meu projeto de vida hoje é chegar aos 50 anos sarada, toda enxuta e durinha. Agora tenho muita disposição, adoro caminhar, pedalar e fazer atividade física. Sem falar na autoestima, adoro me arrumar e me produzir. Me sinto outra pessoa”, destaca.

 destaca.

Professora diz que pedalar virou uma paixão e afirma que projeto de vida é chegar 'sarada' aos 50 anos
Foto: ©
 Arquivo Pessoal

Mudança

A ciclista conta que tudo começou quando ela estava de férias em casa e decidiu dar algumas voltas de bicicleta. Além disso, em maio desse ano, a greve dos caminhoneiros acabou causando desabastecimento nos postos de combustíveis em Rio Branco e Railene aderiu totalmente à bicicleta.

Somado a isso, ela também conheceu um grupo de pedal com quem anda todos os dias e já foi pedalando até o Aeroporto Plácido de Castro e o município de Bujari, a 22 km da capital.

“Comecei a trabalhar de bicicleta em maio devido à crise da gasolina. Eu pedalo em média por dia, se eu for só trabalhar, 20 km. Mas, além de trabalhar, quando saio do trabalho, vou andar com o grupo de pedal, então, faço em média de 70 km a 80 km por dia e já fiz até 100 km”, relata.

O dia da professora começa às 6h20 da manhã, quando ela sai de casa para ir à primeira escola em que trabalha. Às 11h, Railene segue pedalando para o segundo turno em outra instituição. Mas, não é só isso, a acreana afirma que vai de bicicleta ao médico, ao Centro de Rio Branco e também usa o veículo para passear e até ir à igreja.

“Para mim, é uma paixão andar de bicicleta e hoje e não tenho vergonha de dizer isso. Com toda essa mudança, também me apaixonei pela culinária fitness, aprendi a fazer várias receitas e as pessoas ao redor – familiares e amigos – adoram o que faço”, relata.

Pedalar virou paixão e acreana afirma que vai de bicicleta ao médico, usa o veículo para passear e até para ir à igreja
Foto: © 
Arquivo Pessoal

Dicas

Para quem também quer mudar de hábitos e se tornar mais saudável, a professora lembra que a mudança deve começar na cabeça e que é preciso definir objetivos e metas.

“A pessoa precisa ter a meta clara na cabeça, olhar para frente e não olhar para o seu prazer hoje, mas para quem ela quer ser e onde quer chegar. Por exemplo, quando vejo algo, como doces, salgados, refrigerantes e outras guloseimas, olho e digo: ‘eu não preciso disso’. Quero ser muito mais do que sou hoje”, destaca.

Railene destaca ainda que é preciso sair da autossabotagem. “Primeiramente a pessoa precisa traçar essa meta e um objetivo ao invés de colocar na cabeça que não vai conseguir. Nós somos nossos piores inimigos e nós mesmos nos sabotamos naquilo que queremos atingir, então é tratar a cabeça”, finaliza.

Comentários

Deixe um Comentário